quinta-feira, 7 de julho de 2011

Tempo

A esta altura
Penso mais
Culpo-me mais
Arrependo-me mais

Estou me dando conta
Que me passou
O tempo
A febre
A gana

Só não me tomou o tempo,
a esta altura, os meus sonhos...

Um comentário:

Silencio disse...

que bom que ainda te resta isso que é tao importante para o ser humano...os sonhos de uma certa forma nos impulsionam...essa poesia diz tudo...

Postar um comentário